A masturbação

11-04-2009 17:22

 

Uma das vias distorcidas pelas quais a juventude recorre para satisfazer os seus prazeres sexuais é a masturbação, ou seja, esfregar com as mãos os seus órgãos genitais. Este acto vil tornou-se comum entre os jovens, daí a necessidade de um esclarecimento sobre o assunto, à luz do Islam.

 

Conforme mencionamos em outros artigos, o sexo é algo natural e deve ser encarado como tal. A sua prática também deve ser feita por vias naturais, ou seja, o Homem para satisfazer-se deve fazê-lo com uma mulher que lhe seja lícita para o efeito, neste caso, a sua esposa, pois o Cur’ane diz:

“E aqueles que guardam as suas partes privadas excepto com as suas esposas; nisso não serão censurados. Porém, aqueles que procurarem algo além disso, serão (considerados) transgressores.” (Cap. 23 Vers. 5 a 7)

 

Depreendemos destes versículos que o Islam recomenda às pessoas a manterem-se castas, enquanto não se disporem de esposas e quando as tiverem poderão satisfazer-se; entretanto, considera a quem procure outros meios além desse como transgressor às leis de ALLAH. À luz do referido versículo, os Imams Shafei e outros concluem que a masturbação é um meio excluído.

 

Porém há duas formas lícitas para a satisfação sexual que é com a(s) esposa(s) ou com a(s) cativa(s).

É de referir que em relação ao segundo caso acima apontado, o Islam aboliu a escravatura não sendo, actualmente, permitido aplicar essa lei.

 

 

A proibição da masturbação

 

Num outro versículo ALLAH diz:

“Aqueles que não possuem recursos para se casarem, que se mantenham castos até que ALLAH os enriqueça com a Sua graça.” (Cap. 24 Vers. 33)

Este versículo mostra que a masturbação é Harám por dois motivos:

        Primeiro, porque ALLAH no referido versículo ordena-nos à castidade sendo necessário mantermo-nos castos e abstermo-nos de tudo quanto contrarie a castidade, por exemplo, o adultério, a masturbação, o homossexualismo, etc.

        Segundo, o versículo citado, ordena-se à castidade para os que não estão aptos para casarem-se e não estabeleceu uma ligação intermédia entre o casamento e a castidade.

Pois se assim fosse permitido, ALLAH mencionaria a masturbação como alternativa para os que por uma ou outra razão não conseguem casar.

 

Segundo um Hadice, certa vez o Profeta (que a Paz e as Bençãos de Deus estejam com ele) dirigiu-se para os jovens e disse:

Ó Assembleia de Jovens! Quem de entre vós puder casar que case, porquanto isso ajudar-vos-á a controlar os olhares e proteger-vos-á as partes privadas. E quem não puder casar, que torne para si o jejum compulsivo, porque isto quebra os prazeres." (Relatos de Al-Bukhari e Musslim)

 

Neste caso, o jejum tem por objectivo criar no indivíduo o auto-controlo e isso de certeza ajudar-lhe-á a controlar os seus prazeres.

No referido Hadice, a opção que o Profeta Muhammad (que a Paz e as Bençãos de Deus estejam com ele) deu para quem não estiver em condições de casar-se é jejuar; isto prova quão a masturbação é Harám.

 

Consta que o Profeta (que a Paz e as Bençãos de Deus estejam com ele) disse: ”Há sete tipos de indivíduos ALLAH no Dia de Quiyámat, não lhes olhará, nem os purificará nem incluir-lhes-á entre os eruditos e Ele lançá-los-á para o inferno, salvo se eles arrependerem-se, (pois) quem se arrepender, ALLAH aceitará o seu perdão.

1. Aquele que se masturba.

2. Aquele que pratica o homossexualismo.

3. Aquele com quem foi praticado o acto de sodomia (homossexual passivo).

4. O alcoólico crónico.

5. Aquele que bate os seus pais, de forma que eles procurem ajuda.

6. Aquele que prejudica os seus vizinhos de forma que eles o amaldiçoem.

7. Aquele que comete adultério com a esposa do vizinho.” (Tafssir Mazhari)

 

O Profeta (que a Paz e as Bençãos de Deus estejam com ele) disse: “A pessoa que pratica o "Nikah" com as suas mãos, i.é. masturba, é amaldiçoado.

Sa’id Ibn Jubayr (R.T.A.) diz: ”ALLAH infligirá o castigo sobre o grupo de indivíduos que brincavam com as suas partes privadas.”

Attá (R.A.) diz: ”Algumas pessoas serão ressuscitadas de forma que as suas mãos estejam grávidas, eu acho que são aqueles que se masturbavam.

 

A justificação científica

 

Os médicos são unânimes em afirmar que a prática de masturbação causa algumas doenças como a fraqueza física e mental, a acne, a deficiência visual, o arqueamento de ombros, o emagrecimento, a impotência, a paralisação do desenvolvimento físico, etc.

Deve-se chamar a atenção de que a masturbação não está mais confinada aos jovens que não possuem um meio natural de alívio de sua potência, mas tornou-se uma espécie de anomalia, praticada pelos depravados, alucinados sexuais, individual e colectivamente, oculta ou manifestamente. Conforme depreendemos dos versículos do Cur’ane e de alguns Hadices citados, a masturbação é proibida.

 

Islam advoga a forma natural de satisfazer os prazeres sexuais e condena todas as alternativas como é o caso de homossexualismo, sexo oral, masturbação, sexo anal.

Infelizmente nota-se hoje, principalmente em sociedades consideradas civilizadas, essas práticas que não só são prejudiciais no aspecto físico, moral, social, religioso, etc., como também rebaixam a espécie humana perante os animais, pois jamais se notou na espécie animal, um macho procurar satisfazer o sexo com outro macho. Mas o mesmo vem acontecendo na espécie humana e porque moralmente o Homem está enfraquecendo, até torna-se num acto legal perante a lei, ou seja, “os ditos civilizados” protegem com a lei a associação de imorais e alguns deles são membros de parlamentos. Que civilização é essa?

 

ALLAH diz no Cur’ane:

“ (Na verdade) Nós criamos o Homem na mais bela forma. E depois Nós tornámo-lo o mais baixo dos baixos." (Cap. 95 Vers 4 e 5)

Num versículo do Cur’ane, referindo-se ao povo de Lut, ALLAH diz:

”E (enviámos) Lut que disse ao seu povo:

-Cometeis abominações como as que nunca foram cometidas por ninguém no mundo antes de vós? Vós satisfazeis os vossos desejos carnais (sexuais) com homens em vez de mulheres? Realmente sois um povo de transgressores!” (Cap. 7 Vers 80 a 81)

 

Consta também que o Profeta Muhammad (que a Paz e as Bençãos de Deus estejam com ele) disse: ”O homem não deve olhar os órgãos sexuais de outro homem, nem a mulher deve olhar os órgãos sexuais de outra mulher.” E disse: “Os homens (homossexuais) que tiverem relações sexuais entre si serão considerados adúlteros. As mulheres (lésbicas) que tiverem relações sexuais entre si serão consideradas adúlteras.

 

A história dos povos anteriores não serve apenas para ser mencionada como meros contos ou lendas, mas são lições para a nossa orientação e auto-correcção pois, assim como ALLAH infligiu castigos sobre o povo de Lut por práticas homossexuais, também poderá fazê-lo se a mesma prática persistir na nossa geração. E isto está patente com o surgimento da SIDA, considerada como a doença do século.

No entanto, o Homem não reconhece esse grave erro e pelo contrário prefere continuar na sua persistência. Islam não só proibiu e condenou o homossexualismo, como também educou os homens e as mulheres a manterem de forma correcta e natural as relações sexuais.

 

 

A recomendação islâmica para a relação conjugal

 

ALLAH diz no Cur’ane: ”Vossas mulheres são jardins para vós. Desfrutai pois, do vosso jardim, como vos apraz.” (Cap. 2 Vers 223)

Segundo o referido versículo, as esposas são como jardins, onde o homem deposita a sua semente. E assim como o Homem prepara o seu jardim para semear, fertilizando-o, regando-o, etc., o Homem também deve criar um relacionamento agradável com a sua esposa para o acto de procriação, pois a mulher por natureza é muito sensível e tem fortes sentimentos e paixões que requerem uma completa satisfação e atenção.

 

O Homem pode desfrutar da sua esposa quanto e como desejar desde que não recorra a meios alheios ao sexo. Consta de um Hadice de Abu Huraira (R.T.A.), que o Mensageiro de ALLAH (que a Paz e as Bençãos de Deus estejam com ele) disse: ”O homem que pratica o acto desnaturado com a sua esposa, estará debaixo da maldição de ALLAH.

O Profeta (que a Paz e as Bençãos de Deus estejam com ele) proibiu o sexo anal, que na altura era praticado pelos judeus. Todas as alternativas são estritamente proibidas no Islam. Pelo contrário, praticar o sexo com a sua esposa é recompensado por ALLAH, pois evita que o indivíduo recorra a alternativas proibidas pelo Islam.

—————

Voltar